Egito: clima, cultura, costumes.

Atualizado: 25 de Abr de 2019

Bom, além dos pontos turísticos, resolvi falar um pouco sobre a experiência em si que tive por lá.



Foi o primeiro país de maioria mulçumana que conheci, primeiro país de cultura árabe, então sim, foi um choque cultural!

Vou falar um pouco dicas e experiências de uma forma geral, que vão ajudar você a planejar sua viagem e se preparar para sua trip ao Egito!


1 - Clima:

Bom, fui na primavera e já estava bem quente. E EXTREMAMENTE seco. Até que no Cairo, ficou fresco a noite, mas se você for para o sul do país, é ainda mais quente. A noite em Luxor ventava uma onda de calor! Fiquei imaginando o verão, que os termômetros batem facilmente 50 graus.

No inverno faz frio, é o que dizem! hahaha Mas como qualquer outro lugar, sempre acho que as meias estações (primavera e outono) são as melhores opções para viajar, evitando os extremos!

Mas se posso dar uma dica é: proteja sua pele, use protetor solar, use chapéu, use óculos escuros... e também não se esqueça de se hidratar! Sempre é bom ter uma água na mão!

Hidratantes corporais e labiais são também bem vindos, e também sorinho para o nariz. O clima é seco MESMO, gente. Acredita em mim.


2 - Como se vestir:

Essa dica é mais para mulheres! Bom, no Cairo, independente de qual estação do ano, a recomendação é calça comprida, manga comprida. Evite qualquer mínimo decote, ombros, braços e pernas de fora. É bom também evitar roupas justas demais. Não é necessário lenço na cabeça, no entanto. Essas dicas são para além de respeitar a cultura local, você não se sentir constrangida.

Também diria que andar de tênis ou sapato fechado é o ideal! A cidade tem muita sujeira pelo chão, além de muita poeira, muita areia, decorrente do deserto, que está muito próximo.

Lenços são sempre uma boa opção para deixar na bolsa ou no pescoço. Assim fica fácil se cobrir um pouco mais, se a situação exigir.

Nas outras cidades, mais ao sul, já dá para se vestir de uma forma mais tranquila, camisetas e tudo mais... mas ainda é bom evitar excessos ! Deixe o curto e o decotado para outro momento.

Em Hurghada, caso você vá (e recomendo muito que vá), parece que você não está no Egito! Pessoas andam normalmente de shorts, vestidos, bikinis, chinelos! Aproveite!


3 - Trânsito:

Simplesmente não há qualquer ordem no trânsito no Egito!

E você vai ouvir buzina como nunca ouviu a vida inteira. Alguns xingamentos também, que apesar da gente não entender, sabe que é xingamento! Hahahah

Muita atenção como pedestre, pois faixas e sinais são inexistentes, praticamente. Os que tem, não são muito respeitados. Cada um faz o que quer no trânsito e os pedestres literalmente “se jogam” na frente dos carros para atravessar. Muito cuidado!


4 - Comércio:

Perguntou o preço de algo? É bom que esteja interessado e que pechinche até o fim!

Eles não gostam de perder uma venda, e se notarem seu interesse, vão te seguir com ofertas até que você compre (ou saia correndo, rs). O assédio dos vendedores aos turistas é MUITO grande, eles ficam realmente em cima, querendo te empurrar de tudo! Se não tem interesse, nem seja simpático, pois qualquer abertura, eles grudam em você! Apenas passe reto sem dar atenção a nada, se comprar não for seu interesse.

Caso compras estejam nos seus planos, saiba que nunca deve aceitar o primeiro preço! Tudo lá é negociável e eles gostam de negociar.


5- Assédio as Mulheres:

Não vi nenhum homem encostar ou fazer algo de fato com nenhuma mulher na rua, mas é cultural deles “mexer” com as mulheres, elogiar... pode ser algo bem chato e constrangedor. Esteja preparada para lidar com situações desse tipo.


6 - Comida:

O café deles tem condimentos (canela, gengibre...) e não é coado. Você toma um

gole e enche sua boca de pó. É estranho! Hahah Nos hoteis, geralmente você escapa dessa, mas aquele cafezinho depois do almoço nos restaurantes, pode esperar assim.

Também achei que tinha algumas comidas bem apimentadinhas, mas nada muuuito forte.

De comidas locais, comi o pão sirio, tahini, banaganoush, kafta, essas coisas que estamos acostumados aqui. Também gostei bastante dos doces árabes, a maioria com bastante mel.

Como o país tem maioria mulçumana e o alcool é proibido pela religião, tirando hoteis e cruzeiros (e alguns restaurantes mais internacionais) é difícil você encontrar bebida alcoolica na rua, bares e restaurantes locais.


7 - Reza:

Você vai ouvir todos os dias, 5 vezes ao dia, a chamada para as rezas nos postes das cidades. Toca para a cidade inteira, lembrando e chamando para a oração, que deve ocorrer sempre voltada para Meca. Aliás, todo mulçumano, que tem condições físicas e financeiras precisa ir a Meca pelo menos uma vez na vida! É levado muito a sério por eles.


Quer ver meu roteiro completo de 8 dias no Egito? CLIQUE AQUI!

Quer saber mais sobre a empresa que me levou pro Egito? Veja aqui o post sobre a HORUS VIAGENS!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Planejando a próxima trip?

Seguro Viagem: SEGUROS PROMO

Use o CUPOM: MENTESVIAJANTES para 5% de desconto

Hospedagem: BOOKING.COM

Camila Almeida

Psicóloga e Viajante

Planejando a próxima trip?

Seguro Viagem: SEGUROS PROMO 

Chip Internacional: BRASIL ROAMING

12924477_1124827844234374_77690089485757