O que mudou nos voos durante a pandemia?

Finalmente, fiz minha primeira viagem desde que estourou a pandemia do COVID-19!


Fui de Viracopos em Campinas para o Santos Dumont no Rio e vim contar para vocês quais as diferenças na rotina do viajante durante a pandemia tanto no aeroporto, quanto dentro do voo!


Aeroporto

• Fiz checkin online e só tinha bagagem de mão, portanto, evitei a fila de checkin e de despacho de malas! Já é uma dica para quem quer evitar ao máximo contato.

• Para entrar na área de embarque, o agente que costuma ficar na porta verificando os bilhetes também mede sua temperatura e há um totem para uso de álcool em gel.

• A fila para passar no raio-x possui indicções no chão para que as pessoas fiquem distantes uma da outra.

• Na área de embarque, algumas cadeiras estão sinalizadas de forma intercalada para que não sentem, mantendo também distanciamento.

• Diversos totens de álcool em gel estão espalhados pelo aeroporto, bem como avisos para cuidados especiais.

• O uso de máscara é obrigatório a todo tempo exceto nos restaurantes, para comer.

• Na hora do embarque, manté-se a ordem de embarque: sendo primeiro prioridades definidas por lei, depois clientes premium, depois passageiros sem bagaem de mão, e por fim, passageiros com bagagem de acordo com as fileiras.

• Ainda no embarque, os funcionários pedem que você não se levante e faça fila antes da sua vez de embarcar e estavam orientando para distanciamento na fila.


Avião

• Uso obrigatório de máscara a todo o tempo.

• Os snacks e bebidas não estão sendo servidos durante o voo. Eles orientam que quem quiser, pode solicitar água para os comissários, e que o snack será servido ao passageiro na descida da aeronave.

• Com o argumento de que o voo ficaria até 54% mais caro sem grande comprovação de “mais segurança“, não estão pulando poltronas nem fileiras (mas o voo não estava tão cheio e consegui vir sozinha na fileira).

• Na hora de desembarcar, para evitar que todo mundo se levante ao mesmo tempo e aglomere nos corredores, eles orientaram que a descida seria feita por fileiras (da primeira até a última).



Pelo que observei, a maior parte das pessoas estavam respeitando as novas normas! Algumas estavam próximas demais nas filas e tentaram levantar antes da hora no desembarque, mas os funcionários estavam em cima e não fizeram vista grossa!


Lembre-se que o mais importante é que nós, viajantes, sejamos responsáveis pela nossa segurança e do próximo!


Seja um viajante consciente, não deixe de usar sua máscara, evitar aglomerações e tenha o álcool em gel como melhor amigo!


Desta forma podemos ter uma retomada do turismo com mais segurança para turistas e trabalhadores do setor, sem se expor a riscos e sem promover aumento de casos.


Eaí, o que acharam das medida?

Se sentem seguros para viajar assim?

O que vocês acham que pode melhorar para que as viagens se tornem mais seguras nesse momento?

Planejando a próxima trip?

Seguro Viagem:

SEGUROS PROMO 

Chip Internacional:

BRASIL ROAMING

12924477_1124827844234374_77690089485757

Camila Almeida

Psicóloga e Viajante